Pfizer informa que vacina traz risco para nascimento de crianças com má formação

O extenso documento de protocolo clínico da vacina Pfizer (leia na íntegra aqui) em sua página 132, apêndice 4, informa que homens e mulheres vacinadas não devem ter relações heterossexuais desprotegidas até 28 dias devido ao “risco de segurança reprodutiva”, em outras palavras, você não pode fazer sexo com risco de ter um filho, pois crianças nascerão defeituosas devido a manipulação genética causada pela vacinada que usa o RNA mensageiro, caso da Pfizer. E no documento informativo aos profissionais da saúde da Inglaterra (confira o documento aqui), no item 4.5 afirmam não terem estudos de interações medicamentosas (você pode tomar qualquer remédio comum e pode ter um efeito desconhecido) e no item 4.6 a empresa deixa claro que não sabe se a vacina trará infertilidade.

28 dias seu filho pode nascer com má formação congênita, e depois? No dia 29 você está limpo? Seus efeitos são permanentes ou temporários como dizem? Isso afetar todo o sistema reprodutor ou só uma parte dele? Pessoas podem ou não ficar inférteis? Quais serão as reações após tomar um medicamento que você sempre tomou? Quais testes temos para trazer segurança? Nenhum. A tecnologia de RNA mensageiro é sim manipulação genética.

A sorte está lançada.



Categorias:ÚLTIMAS NOTÍCIAS

35 respostas

  1. Muito obrigado pela informação e já estou compartilhando!
    Mas eu procurei os itens 4.5 e 4.6 e não os achei.

  2. Guilherme, sou médico e sempre tive algum interesse em informações epidemiológicas. O Estudo 2 se pode chamar de robusto. Porém ele fez um estudo de desfecho. Eu não percebi um estudo, nem por amostragem, da prevalência do PCR antes do inicio. O teste foi usado para definição de caso, e se sabe que existem portadores do vírus que não adoecem. Você não acha que deveria ter havido um inquérito, pelo menos, antes do estudo. Será que eles tinham algum instrumento para excluir indivíduos que estariam ávidos por vacina e que omitiriam informações de doença ou sintomas anteriores?

    • Meu Querido Amigo. Médico. O plano é muito grande! Existe uma agenda Iluminati. Por trás de todas as vacinas! Respeito. Seu estudo! Mas essas coisas. Que eu te falo. Estão as escuras! Eles estão camuflado! Eles querem Reduzir a população. Para baixo de 500 milhões! E vão forçar as quarentena. Para algumas mulheres morre de fome! E outras com as vacinas! Pesquisa. Sobre nova ordem mundial. Grande reset!

      • puta que pariu que comentário foi esse

      • Postem o que sabem na minha página do Facebook que coloco a M no ventilador.
        Facebook: Shirlei de Figueiredo Ribeiro Lemos.
        Estamos juntos para acabar com essa manipulação, com essa covardia, e eu repudio!!!
        Abraço fraterno!!

      • Concordo com VC ,essa agenda global eles querem concluir até 2030 , querem reduzir a população para ficar mais fácil escravizar o povo,essa pandemia essa vacina faz tudo parte do sistema do anti Cristo,Jesus está voltando

      • Falou tudo Joás , mas esses médicos que só tratam sintomas, afim de obter vantagens financeiras em cima de leigos nunca vão te ouvir amigo, infelizmente, mas nós dispertos sabemos bem do que vc está falando e absorvemos tudo concerteza, sábias palavras👏

  3. Obrigado pela relevante informação, estou compartilhando.

    • Amigo, por favor não compartilhe esta fake news que quer apenas chocar e desacreditar a população com as vacinas.
      Nos documentos acima não se fala nada sobre bebês malformados, alteração de DNA e etc. O único ponto comentado relacionado são sobres critérios para participação nos estudos.
      Cabe ressaltar que a vacina é de RNA Mensageiro, ou seja, não existem alterações no DNA humano.

  4. Acredito ser prudente informar que os itens a que se refere dizem respeito ao segundo documento, no primeiro não consta nada disso com esta numeração.

  5. Alguém tem o link do documento?!

  6. É falso que a vacina altera o seu material genético. Informação correta e de confiança aqui:

    https://www.google.com/amp/s/piaui.folha.uol.com.br/lupa/2020/09/29/verificamos-vacina-material-genetico-coronavirus/amp/

    • A coronavac entre outras não altera mesmo pois são feitas com técnicas tradicionais, embora não estejam nem mesmo respeitando critérios básicos para se alcançar uma certa segurança padrão… Porém a da Pfizer e da Moderna nem deveria ser chamada de vacina, pois é uma introdução de inteligência artificial através de nanotecnologia diretamente no sistema humano, e não só pode, como vai alterar e modificar o DNA das pessoas!…

    • Note que em nenhum momento a Lupa cita alguma fonte, já aqui, o site postou a fonte primária de informação, o documento da Pfizer.
      Ou seja, a informação da Folha/Lupa é falsa.

    • Piauí? Zero confiável.

    • Enquanto tiver pessoas acreditando no que as indústrias farmacêuticas responsáveis e não for a fundo no que está por traz disso tudo, vacinas, vírus nunca irão saber verdade. Infelizmente está mais voltado para politização do vírus e da vacina e principalmente cumprir o cronograma da Nova Ordem Mundial. A folha, globo são instituições sem credibilidade que não dizem a verdade e nem estão preocupados para isso.

    • A sua fonte tinha que ser da folha UOL, esse tipo de jornalismo não tem credibilidade nenhuma eles são militantes……procure algo real…

      • Concordo. Folha UOL nem deveriam ser lidos. São totalmente politizados e esquerdistas. Daí difícil acreditar.

  7. Os 4.5 e 4.6 ainda são inexistente no artigo!

  8. Na época da H1N1 também rolou um festival de besteiras sobre a vacina, mas desta vez a magnitude das Fake news é assustadora. Se querem reduzir a população (o que é MUITO IMPROVÁVEL) talvez seja com as desinformações para que a maioria NÃO tome a vacina. É claro que por ser uma vacina extremamente nova e de extrema urgência não houve tempo para avaliações de longo prazo pois milhares morreriam a mais!

  9. Se olharmos o documento mencionado no texto, a página 136 do documento da Pfizer somente descreve critérios de inclusão para homens e mulheres que desejam participar do estudo da vacina. A tradução seria:

    “10,4. Apêndice 4: Orientação sobre contraceptivos
    10.4.1. Critérios de inclusão reprodutiva de participantes masculinos
    Os participantes do sexo masculino são elegíveis para participar se concordarem com os seguintes requisitos durante o período de intervenção e por pelo menos 28 dias após a última dose da intervenção do estudo, que corresponde ao tempo necessário para eliminar o risco de segurança reprodutiva da (s) intervenção (ões) do estudo:
    • Evite doar esperma.
    MAIS:
    • Abstenha-se de relações heterossexuais com uma mulher com potencial para engravidar como seu estilo de vida preferido e usual (abstinência a longo prazo e persistente) e concorde em permanecer abstinente.
    OU
    • Deve concordar em usar preservativo masculino ao se envolver em qualquer atividade que permita a passagem da ejaculação para outra pessoa.
    • Além do uso do preservativo masculino, um método altamente eficaz de contracepção pode ser considerado em parceiros WOCBP de participantes do sexo masculino (consulte a lista de métodos altamente eficazes abaixo na Seção 10.4.4).
    10.4.2. Critérios de inclusão reprodutiva feminina participante
    Uma participante do sexo feminino é elegível para participar se ela não estiver grávida ou amamentando, e pelo menos 1 das seguintes condições se aplica:
    • Não é um WOCBP (consulte as definições abaixo na Seção 10.4.3).
    OU
    • É um WOCBP e usa um método anticoncepcional aceitável conforme descrito abaixo durante o período de intervenção (por um mínimo de 28 dias após a última dose da intervenção do estudo). O investigador deve avaliar a eficácia do método contraceptivo em relação à primeira dose da intervenção do estudo.
    O investigador é responsável pela revisão do histórico médico, histórico menstrual e atividade sexual recente para diminuir o risco de inclusão de uma mulher com uma gravidez precoce não detectada.”

    Critérios de inclusão são necessários em estudos clínicos para que o grupo de estudo seja homogêneo e para que facilite as conclusões do estudo. Além disso, em estudos que ainda visam avaliar a segurança do novo tratamento, é comum que se evite gravidez durante o teste.

    De acordo com o texto publicado aqui: “em outras palavras, você não pode fazer sexo com risco de ter um filho, pois crianças nascerão defeituosas devido a manipulação genética causada pela vacinada que usa o RNA mensageiro, caso da Pfizer.”. Essa afirmação trata-se de pura invenção.

    O autor do texto menciona um documento da Pfizer para afirmar algo que não consta no documento. Assim funcionam as fake news. Agora eles citam fontes confiáveis para trazer ares de credibilidade mas na verdade distorcem e criam informações não contidas.

    Um sinal de fake news é que o nome do autor não existe na matéria.
    É um movimento que apenas tem como objetivo plantar insegurança, desconfiança na ciência e manipular opiniões com base no desconhecimento. É um ato covarde e criminoso.

  10. Essa matéria necessita de fonte oficial, só tem um link cru pra baixar um documento que qualquer um pode fazer, não estou duvidando que a vacina possa ou não fazer mau a alguém porém o documento não vem de um link oficial, apenas um direcionamento pra baixar algo que pode ser forjado.

  11. Estamos nos finais dos tempos,nao final do mundo ,provalmente ficará apena um terço da população mundial .

Deixe uma resposta